Roteiro Turístico

Em Odeceixe o moleiro vigia a direcção do vento e acompanha o visitante que quiser saber como noutros tempos se moíam os cereais.
Do alto do moinho vê-se o casario branco da aldeia, a várzea e vislumbra-se o serpenteado da ribeira de Seixe, precipitando-se em direcção ao mar, que encontra a meio da praia, formando ali caprichosas ilhotas, ao sabor da maré. Um encanto que nenhuma outra terra tem.
 
Odeceixe abre-nos as portas do Algarve, a primeira aldeia algarvia depois das terras do Alentejo.
Encostada a uma colina, as suas ruas são estreitas com casas rurais, na sua maioria caiada de um branco imaculado. A Ribeira de Seixe, sendo esta uma das ribeiras que têm água durante todo o ano, permite a proliferação de muita vegetação, assim como a existência de espécies autóctones na fauna e na flora.
 
Em termos de gastronomia, esta região apresenta vários pratos típicos, como a Feijoada à minha maneira, que utilizam produtos agrícolas e piscícolas, reflectindo a forte relação existente estas duas actividades.
 
Em termos de património natural, a freguesia encontra-se no interior do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, que encerra uma riqueza em termos de paisagem, fauna e flora, no interior e na costa.
 
A praia possui um extenso areal e é nela que termina o percurso de 3 km do rio até ao mar, percurso que está incluído na área do Parque Natural da Costa Vicentina. Do miradouro pode observar-se uma extensa paisagem que inclui a "Ponta Branca", nome local dado à outra escarpa que delimita a enseada. No centro de Odeceixe, localiza-se a igreja paroquial, do século XIX, possui arquitetura simples, capela-mor de estilo neoclássico e está dedicada à padroeira, N.a S.a da Piedade. O moinho situado no serro da igreja foi reconstruído em 1998 e encontra-se em funcionamento permitindo contactar com a atividade artesanal de moagem dos cereais e ainda a contemplação de uma magnífica vista da aldeia. A adega-museu possui um núcleo museológico que nas noites de verão recria o espaço da adega, tal como ele existia nos anos 20 e 40. Pode observar-se também os utensílios que eram utilizados no desempenho da atividade.
 
O povo de Odeceixe gosta de festas, gosta de pessoas de fora, agradar e receber bem. Portanto não se admire se for presenteado no Carnaval com um desfile carnavalesco bem caprichado e desfrute do festival do paladar da feira do folar na Páscoa onde o gosto das massas doces se mistura com licores da região. Não estranhe as ruas coloridas no mês de Junho para que fique mais um mês o manto colorido da primavera e para que os dotes culinários sejam apreciados o ano inteiro, Odeceixe ainda criou um mercado de rua aos domingos de 15 em 15 dias onde continua a mostrar o orgulho da produção da região de legumes doces e licores. Olhares, sorrisos, braços abertos e apertos de mão calorosos são o prato típico da região de Odeceixe.
 
Património natural
Estando em Odeceixe, estamos também em pleno coração do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, de uma indesmentível riqueza paisagística, faunística e florística, sem esquecer o património geológico, arqueológico e histórico.
A paisagem oferece falésias imponentes e dunas no litoral. Para além do mar, há linhas de água que originam lagoas temporárias durante a época das chuvas. Existem também zonas húmidas e estuários como é o caso de Odeceixe, mas também da Bordeira/Carrapateira e de Alzejur.
Aqui crescem espécies botânicas únicas, a par de plantas endémicas como o tomilho e o loureiro.
Outras espécies que raramente criam no litoral europeu e estão presentes aqui são o pombo da rocha ou a garça boieira. Texugos e fuinhas também surgem assim como as lontras, que na Europa se encontram em diminuição ace-lerada devido à poluição ambiental e que, neste Parque, se mantém em boas condições.
O vale de Odeceixe é banhado pela Ribeira de Seixe, nasce na serra de Monchique e desagua na praia de Odeceixe, delimitando assim o Algarve do Alentejo.
Esta ribeira possui potencial para desenvolvimento de actividades de animação ambiental como a canoagem, observação de aves, dada a riqueza de espécies ou a interpretação ambiental, devido à elevada preservação da zona.
 
Locais a visitar:
 
• Igreja Matriz de Odeceixe
• Pólo Museológico do Moinho
• Museu Adega de Odeceixe
• Fonte do largo
• Nora
• Porta manuelina ao lado da Igreja Matriz
• Fonte da estrada do moinho
• Praia de Odeceixe
• Praia das Adegas
• Ribeira de Seixe